Em qual momento devo renegociar meu passivo?

No artigo anterior foi abordado a renegociação de passivo em sua amplitude, sua definição, principais características e conduta das empresas/gestores quando se deparam com uma situação de tomada de decisão desta magnitude.

 

Dando continuidade ao tema que naturalmente gera dúvidas, vamos tratar especificamente sobre o momento em que se deve renegociar uma dívida e já adianto que tal questão não consegue ser respondida apenas com o feeling empresarial.

 

E não é para menos, afinal, é preciso estar seguro de tal decisão, uma vez que a mesma poderá gerar um intenso desgaste com seus parceiros credores. Perceba que existem vários alertas sobre o momento de parar e rever sua operação, nós da Avante consideramos que o principal sinal é quando o gestor(a) do negócio foca a maior parte do seu dia no departamento financeiro.

 

A maioria das empresas que nos procuram afirmam categoricamente que estão com problemas financeiros, todavia, sempre ressaltamos que o financeiro é o fim de todo processo, tudo converge para o departamento de contas a pagar.

 

Aprofundando um pouco mais para entender o diagnóstico, se não estiver havendo nenhum tipo de desvio de recurso, o problema não é financeiro, a operação está deficitária em outra área, exemplos: vendas com prejuízos, produtos com alto índice de devolução e demais fatores que impedem que a operação seja considerada saudável, lembre-se: tudo converge para o financeiro.

     

É muito importante que antes de qualquer decisão, elaborar um D.R.E. (Demonstrativo de Resultados) que oriente o(a) empresário(a) a seguir pelo caminho da renegociação, vale ressaltar que não se paga passivo com faturamento e sim com parte do resultado da empresa.

 

Nestes momentos delicados e decisivos para qualquer negócio é muito importante uma visão de quem não está mergulhado no problema e uma avaliação externa imparcial e profissional do atual cenário econômico e financeiro da empresa.

 

A Avante pode assessorá-lo(a) e principalmente auxiliar nas tratativas com os credores da empresa, evitando desgaste com o(a) empresário(a), objetivando conseguir os melhores acordos que possibilitem a perenidade saudável do seu negócio.  

 

Dentro deste contexto, nossa especialidade consiste em elaborar uma estratégia e um plano de ação a partir da análise do D.R.E. e demais informações que serão solicitadas no decorrer do processo, possibilitando assim ao empresário(a) focar exclusivamente no seu negócio principal, evitando que sua rotina esteja direcionada, única e exclusivamente, no contas a pagar da empresa. 

 

Mais do que um alívio momentâneo ou ação paliativa, a renegociação de passivos na hora certa pode ajudar a reescrever a história da sua empresa e construir um futuro sólido e promissor.

  

BENITO PEDRO VIEIRA SANTOS

Especialista em Reestruturação de Empresas